Notícias

Participação comunitária enriquece debate no Fórum da BR-319 Participação comunitária enriquece debate no Fórum da BR-319

O Fórum da BR-319 reúne-se mensalmente para debater assuntos referentes à BR-319. Há um ano, a participação de comunitários vem aumentando.

Monitoramento de focos de calor na região de influência da BR-319 - Junho de 2020 Monitoramento de focos de calor na região de influência da BR-319 - Junho de 2020

Mensalmente, o Observatório da BR-319 monitora os focos de calor em 13 municípios da área de influência da BR-319, incluindo 42 unidades de conservação e 69 terras indígenas.

Monitoramento de desmatamento na região de influência da BR-319 - Junho de 2020 Monitoramento de desmatamento na região de influência da BR-319 - Junho de 2020

Em junho de 2020, o desmatamento na Amazônia Legal foi de 84.277 hectares, 27% a mais do total desmatado no mês anterior. O desmatamento no estado do Amazonas foi de 17.362 hectares, representando ...

Monitoramento de Desmatamento na região de influência da BR-319 - De abril de 2019 a maio de 2020 Monitoramento de Desmatamento na região de influência da BR-319 - De abril de 2019 a maio de 2020

Ao longo dos últimos 14 meses, os 13 municípios que margeiam a BR-319 somaram o desmatamento de uma área equivalente a mais de 142 mil campos de futebol – ou 101,2 mil hectares. Isso representa mais de 40% do desmatamento total de Amazonas e Rondônia. Lábrea (AM) e Porto Velho (RO) lideram este ranking, com respectivamente, 37 mil e 34 mil hectares de floresta perdida, seguidos de Humaitá (AM) e Canutama (AM). Esses são os municípios que mais exigem ações de combate ao desmatamento.

Fórum BR-319: Possível repavimentação de trecho da BR-319 agita Fórum de Discussão Fórum BR-319: Possível repavimentação de trecho da BR-319 agita Fórum de Discussão

Por conta da pandemia da Covid-19, as reuniões mensais do Fórum de Discussão Permanente sobre o Processo de Reabertura da BR-319 estão suspensas: a última reunião presencial ocorreu no dia 10 de março de 2020. Apesar do distanciamento físico, um grupo composto por mais de 100 integrantes interage frequentemente por WhatsApp.

Monitoramento de Focos de Calor na região de influência da BR-319 - De abril de 2019 a maio de 2020 Monitoramento de Focos de Calor na região de influência da BR-319 - De abril de 2019 a maio de 2020

Somente os 13 municípios sob influência da BR-319 corresponderam, juntos, a 7% de todos os focos detectados na Amazônia Legal (9.083 focos), nos últimos 14 meses (de abril de 2019 a maio de 2020). O recorde coincide com os municípios que apresentaram maior taxa de desmatamento para o período: Porto Velho e Lábrea. Eles também se destacaram em números de focos de calor entre os municípios analisados. Julho, agosto e setembro de 2019 apresentaram os maiores números de focos de calor, no período analisado, mas agosto superou todos os outros, com 5.190 focos registrados.

Monitoramento mensal de desmatamento e queimadas na região da BR-319 pode contribuir para políticas públicas mais realistas Monitoramento mensal de desmatamento e queimadas na região da BR-319 pode contribuir para políticas públicas mais realistas

Observatório BR-319 monitora mensalmente focos de incêndio e desmatamento em 13 municípios da área de influência da BR-319, em 42 unidades de conservação e 69 Terras Indígenas da região. Os resultados são apresentados em informativos interativos que trazem outras informações sobre o território.

Fórum BR-319 - 15ª Reunião Fórum BR-319 - 15ª Reunião

A 15ª Reunião do Fórum de discussão permanente sobre o processo de reabertura da Rodovia BR-319 aconteceu no dia 27 de maio de 2019, no auditório do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Monitoramento de Desmatamento - março de 2019 Monitoramento de Desmatamento - março de 2019

Em março de 2019, foram detectados 6.650 hectares desmatados na Amazônia Legal, 29% a menos em relação a fevereiro desse mesmo ano. Segundo o Boletim de desmatamento da Amazônia Legal do Imazon, em março, o desmatamento ocorreu no Mato Grosso (37%), Roraima (21%), Amazonas (18%), Rondônia (18%), Pará (4%) e Acre (2%).